Cajueiro da Praia no Piauí: o lar do maior cajueiro do mundo! - Blog Rota das Emoções: O melhor sobre a Rota das Emoções
Cajueiro da Praia no Piauí: o lar do maior cajueiro do mundo!

Localizado ao norte do estado, Cajueiro da Praia no Piauí é conhecido como um legítimo paraíso ecológico. O município, que é um dos selecionadíssimos 14 destinos que integram a Rota das Emoções, premia seus visitantes com praias maravilhosas e diversos passeios e aventuras distribuídos pela cidade.

No entanto, suas belezas não se limitam somente às praias. Na cidade, é possível apreciar uma enorme quantidade de espécies de uma fauna incrível, como o peixe-boi e o cavalo-marinho. Sem falar na flora, agraciada pelo Cajueiro Rei, o maior cajueiro do mundo e que dá nome ao município.

Seu potencial turístico tem atraído visitantes de todo o Brasil e também do exterior, que buscam por diferentes pacotes e enxergam na cidade uma reserva natural capaz de fascinar qualquer um. Cajueiro da Praia vai muito além da Praia de Barra Grande e, por isso, vamos falar um pouco mais dessa bela cidade. 

Continue a leitura!

Cajueiro da Praia no Piauí

Uma cidade com uma história curiosa e que serviu como abrigo para pescadores, principalmente em sua faixa litorânea, Cajueiro da Praia passou por uma transformação nos últimos anos. Dona de uma beleza encantadora e singular, a cidade foi impulsionada pelo turismo à medida que suas belezas eram descobertas por pessoas em busca de aventura.

Isso porque os vilarejos eram bem simples e não havia infraestrutura para quase nada.

O seu nome vem de uma curiosa confusão: antigamente, um pé de caju que ficava exatamente em uma ponta da praia servia como ponto de referência para quem passava na região, porém um outro pé de caju foi crescendo e acabou ganhando notoriedade a ponto de mudar a história e ficar conhecido como o responsável pelo nome de Cajueiro da Praia.

O Cajueiro Rei, grande atrativo local, é uma árvore que possui 8.810m² e é considerado o maior cajueiro do mundo. Por lá, também se destaca a reserva de vida para animais, como o peixe-boi marinho, os cavalos-marinhos, aves migratórias e diversas espécies de crustáceos e répteis que cativam os amantes do turismo sustentável.

Praias

Com uma faixa litorânea abençoada, Cajueiro da Praia turbina suas visitas com praias como a de Barra Grande, Barrinha e Sardim. O roteiro é obrigatório para quem passa pela região.

Com uma extensão de pouco mais de 60 quilômetros, o litoral do Piauí é o menor do país, mas seus ventos são perfeitos para a prática de Kitesurf e tornaram as praias de Cajueiro cenários perfeitos para competições nacionais e internacionais da modalidade.

Praia de Barra Grande

Devido à sua fama, o povoado de Barra Grande ainda é confundido com uma cidade, já que lá está uma das praias queridinhas do turismo nordestino, e que também faz parte da Rota das Emoções. Em razão do vento constante e de um mar límpido e tranquilo, isso sem falar do ar bucólico dessa vila de pescadores, essa praia merece destaque como o point número um de Cajueiro da Praia.

Dentre as práticas esportivas, por lá são ilustres o kitesurf; o caiaque e o stand up paddle (SUP), mais conhecido como remo em pé. No entanto, o fluxo de turistas já é bem dividido entre esportistas em busca do lugar ideal e de pessoas que querem sombra, sossego e água fresca.

Nos últimos 10 anos, a Praia de Barra Grande se desenvolveu constantemente, e hoje oferece de bares, restaurantes e pousadas simples até os mais sofisticados, à diferentes preços e que se integram perfeitamente ao cenário de paraíso.

Isso faz de Barra Grande um destino bastante democrático.

Quanto às opções de hospedagem, vão desde pequenos chalés, que podem ser compartilhados por grupos de 3 a 8 pessoas, até quartos de casal tradicionais. Na maioria dos estabelecimentos de Barra Grande é possível desfrutar uma bela vista, já que basta sair da hospedagem para colocar os pés na areia. 

Os valores das diárias variam entre R$ 150 e R$ 600, e há também acomodações específicas para os praticantes do kitesurf: as kite houses.

Paraíso Ecológico: o maior cajueiro do mundo

Por causa de sua história, o conceito de Cajueiro da Praia é o da sustentabilidade. Moradores se transformaram em guias e presam pela conservação da cidade e de suas belezas naturais.

A mais famosa, o Cajueiro Rei, é uma mega árvore que surgiu de um processo natural de multiplicação e, por meio de clones, se espalha conforme seus galhos tocam o chão, pois após serem cobertos de terra fazem nascer raízes novas. Quando o galho brota, reforça seu tronco e dá origem a novas ramificações, reiniciando o processo. 

Ou seja, a árvore toda está interligada ao tronco original, mantendo sua sequência genética específica. Um verdadeiro fenômeno da natureza!

Tamanha foi sua inesperada expansão, que o Cajueiro Rei atualmente ultrapassa os 8.800m² e já entra até mesmo em propriedades privadas. Conhecer suas peculiaridades proporciona um passeio encantador.

Nos arredores também é muito interessante conhecer e valorizar o trabalho dos artesãos da palha de carnaúba, que é a principal matéria-prima local para a confecção de cestos e bolsas.

E não vale visitar o imponente Cajueiro Rei sem tirar algumas fotos e levar uma lembrança única!

Reserva para animais: o peixe-boi e o cavalo-marinho

Em Cajueiro da Praia, muitas espécies encontraram suas casas. Por lá, elas são preservadas e podem ser observadas rotineiramente em seus habitats naturais ou em passeios especiais.

O mais tradicional é a Rota do Cavalo-Marinho, realizado nos manguezais do Rio Camurupim, em Barra Grande. Durante o percurso — de cerca de duas horas —, é possível observar várias espécies de caranguejos, os diferentes tipos de mangues (o vermelho, o branco, o de botão e o preto), além das aves migratórias, como o maçarico-de-bico-torto e a garça-azul.

O cavalo-marinho evidentemente é a estrela principal. Um peixe fascinante e bastante delicado, está em milhares nessa região e pode ser visto bem de perto com a ajuda dos guias. O Cajueiro da Praia faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) do Delta do Parnaíba, e por isso essa exploração é regularizada e não oferece problemas ao animal.

Também em Cajueiro da Praia fica a sede do Projeto Peixe-Boi do Instituto Chico Mendes, o ICMBio. No local, é possível ver de perto os animais encontrados na região, que são base de estudos para iniciativas de educação ambiental junto à comunidade.

Por fim, é impossível falar de Cajueiro sem falar da sua gastronomia. Passeando por lá você vai conhecer pratos locais como a moqueca de Arraia e o ensopado de Sururu, entre outros peixes e espécies marinhas deliciosos.

Cajueiro da Praia no Piauí é uma cidade de natureza rica e um ponto turístico do Nordeste que você não pode deixar de visitar. O Piauí é incrível e você pode conferir em nosso blog tudo o que precisa para explorar esse pedaço da Rota das Emoções!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This