O guia completo para quem vai viajar para o Ceará está aqui! - Blog Rota das Emoções: O melhor sobre a Rota das Emoções
O guia completo para quem vai viajar para o Ceará está aqui!

O nordeste brasileiro tem um litoral encantador, com praias, falésias, lagoas, piscinas naturais e vegetação exuberante. A região também se destaca em arte, cultura e gastronomia. São tantos destinos surpreendentes que fica difícil qual pacote escolher.

Mas existe um estado, conhecido como “terra do sol”, que é um verdadeiro coringa para os turistas: o Ceará. O clima quente e o povo acolhedor são os principais atrativos do destino. Se você ainda não conhece, continue a leitura.

Este texto tem tudo o que você precisa saber ao viajar para o Ceará.

1. História do Ceará

A história do Ceará começa no período colonial, com a divisão das capitanias hereditárias. Na época, os portugueses criaram a Capitania do Siará, mas não tiveram interesse em explorar a região, que era ocupada por índios e negros. Só após o ataque de franceses e holandeses é que a terra passou a ter valor para os colonizadores, que também tiveram dificuldades com a resistência dos nativos.

A economia foi formada pela pecuária e agricultura nas serras e vales úmidos, porém o desenvolvimento só chegou ao Ceará após a sua separação de Pernambuco, em 1799, e a reconstitucionalização do país, em 1945. Entre os movimentos locais mais emblemáticos estão o abolicionista, o cangaço, os movimentos messiânicos e a emigração para diversas regiões do país, como a Amazônia e o sudeste do Brasil.

Devido à seca e à falta de trabalho, os cearenses tiveram um papel fundamental no crescimento do Brasil:

  • no Norte, durante o ciclo da borracha;

  • no Centro-oeste, para trabalhar na agropecuária;

  • no Sudeste, durante o ciclo do café e da industrialização;

  • no Sul, quando participou da expansão da fronteira agrícola do Paraná.

E com a modernização dos anos 1950, o estado fortaleceu a sua economia, destacando-se nas áreas de agropecuária, indústria, negócios, serviços e turismo. Os últimos grandes investimentos do estado foram o Centro de Eventos do Ceará, que tem capacidade para receber até 44 eventos simultâneos e público de 30 mil pessoas, o Complexo Industrial e Portuário do Pecém e o hub aéreo, com ampliação de voos internacionais.

Ou seja, se você gosta de sombra e água fresca, belezas naturais e infraestrutura moderna, o Ceará é o destino ideal. Além de belas praias, você vai apreciar a gastronomia e costumes locais, sem contar as serras, cachoeiras e áreas verdes com clima agradável, a cultura e o interior com o seu turismo religioso. São atrações para todos os perfis de viajantes. Ficou curioso? Então continue a leitura e descubra mais.

2. Características gerais

O estado do Ceará integra a região Nordeste e tem extensão territorial de 148.920,538 quilômetros quadrados, o que representa 9,5% do território nordestino e 1,7% do território brasileiro.

A área abriga 184 municípios, com população de mais de 8 milhões de habitantes. O estado faz limite com o Rio Grande do Norte (leste), Paraíba (sudeste), Pernambuco (sul) e Piauí (oeste). Ao norte, o Ceará é banhado pelo Oceano Atlântico — 573 quilômetros de litoral.

A vegetação predominante é a caatinga, mas também há restinga e salinas na faixa litorânea. E na área fluvial, o destaque é o Rio Jaguaribe, que tem 610 quilômetros de extensão e abastece os dois maiores reservatórios de água do estado: açude Orós e açude Castanhão.

O Ceará está localizado no sertão nordestino e apresenta clima semiárido quente. Apesar dessas características, as praias e serras representam a maior parte do cenário turístico: o estado recebe mais de 2 milhões de turistas por ano — quantidade equivalente à população da capital Fortaleza.

Ecoturismo

Quem pensa que o Ceará só tem praias, está muito enganado. Apesar de pouco divulgado, o turismo ecológico apresenta um grande potencial e representam motivos para viajar para o Ceará.

Por exemplo, o Cariri — região sul do estado — abriga a maior concentração mundial de fósseis do Período Cretáceo, na Floresta Nacional do Araripe. O fato atrai estudiosos de várias partes do mundo, durante todo o ano. Mas existem outras regiões valiosas ao estado, como as 58 unidades de conservação que se dividem em:

  • 27 áreas de proteção ambiental (APAs);

  • 10 reservas particulares do patrimônio natural;

  • 4 reservas ecológicas particulares;

  • 9 parques ecológicos;

  • 3 estações ecológicas;

  • 2 monumentos naturais;

  • 1 floresta nacional;

  • 1 jardim botânico;

  • 1 corredor ecológico;

  • 1 reserva extrativista.

Áreas verdes

Para quem gosta de estar em contato com a natureza, o interior do estado reserva muitas surpresas. No Maciço de Baturité, vale a pena fazer a Rota do Café Verde, que inclui os municípios de Baturité, Pacoti, Guaramiranga e Mulungu.

O circuito passa por fazendas produtoras do café de sombra, 100% arábica. Mas a região também conta com fauna e flora exuberantes, trilhas e cachoeiras. O pôr do sol no Pico Alto, em Guaramiranga, é espetacular, assim como a vista da estrada pelo caminho do município de Campos Belos.

Outra atração imperdível é a Chapada da Ibiapaba, onde está o Parque Nacional de Ubajara. Se você gosta do clima frio, vai ficar impressionado com a variação climática da cidade em comparação ao restante do estado. De dia, os termômetros marcam entre 20 e 24ºC, e à noite entre 16 e 18ºC. O melhor período para viajar é de junho a julho, pois já passou o período chuvoso (janeiro a maio) e, portanto, o verde das árvores fica ainda mais evidente.

No Sertão Central, inclua no roteiro o Vale Monumental e a região do Cariri. É onde você vai encontrar as trilhas da Floresta Nacional do Araripe. Já em Fortaleza, o refúgio verde está no Parque do Cocó, que tem trilhas, tirolesa, arvorismo, anfiteatro e áreas para o entretenimento infantil.

3. Quando visitar e onde ficar

Uma grande vantagem de viajar para o Ceará é o clima: calor o ano inteiro. Existem apenas duas estações: a chuvosa e a seca. No litoral e nas áreas montanhosas, as chuvas ocorrem de janeiro a maio, mas são passageiras. Já no interior do estado, a precipitação é menor: de janeiro a abril.

A estação seca também é marcada pela chegada dos ventos, que atraem velejadores de todo o mundo — o Ceará é um dos melhores lugares para a prática de esportes como o windsurf e o kitesurf. Lugares como Cumbuco, Taíba, Icaraizinho de Amontada e Jericoacoara ficam repletos de atletas nacionais e internacionais no período entre agosto e novembro.

Com sorte, o turista pode ir à praia e ver atletas renomados disputando campeonatos e fazendo manobras radicais no mar. O cearense Carlos Mário, também conhecido como “bebê”, é tetracampeão mundial de kitesurf e sempre cumprimenta os fãs com muita simpatia.

A temperatura da água do mar é outro atrativo: entre 26ºC e 28ºC durante todo o ano.

Dependendo da região do estado, você pode encontrar condições climáticas diferentes, veja:

  • litoral — clima quente semiúmido e temperatura média de 27ºC;

  • serras — clima frio, com alta umidade relativa do ar e temperatura média de 22ºC;

  • sertão — clima semiárido e temperatura média de 29ºC.

Hospedagem

Em Fortaleza, a melhor infraestrutura de hospedagem fica nos bairros Praia de Iracema e Meireles. A região tem vista para o mar, ótimos bares e restaurantes e fácil acesso às principais atrações turísticas. Se você pretende ficar na capital, há duas opções de deslocamento para outras praias: contratar o serviço das empresas de turismo que oferecem passeios e transportes.

Agendar passeios com uma empresa especializada tem um ótimo custo-benefício, pois assim você otimiza o tempo e não se preocupa em pegar a estrada. Mas se você pretende ficar o período todo ou a maior parte dele em um destino específico, como Jericoacoara e Canoa Quebrada, não há com o que se preocupar: esses lugares têm uma excelente infraestrutura hoteleira, à preços variados.

4. Curiosidades sobre a cultura do Ceará

A extensão territorial do Ceará corresponde à riqueza cultural do estado. E se você pensa que o estado só vive de praia e mar, está enganado. A terra da luz atua em diferentes vertentes, algumas delas pouco conhecidas do público. Confira, então, algumas curiosidades sobre o Ceará.

Turismo científico

Provavelmente você já ouviu a expressão “os cearenses vão dominar o mundo”. Ela faz referência à constante aprovação de cearenses em vestibulares disputados, como Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e Instituto Militar de Engenharia (IME), e em competições científicas, como Olimpíadas de Química e Física.

E é fato: o Ceará é berço de inteligência e inovação. Com excelentes resultados na área, o estado também explora o turismo científico, com o Museu do Eclipse, no município de Sobral. O local onde foi comprovada a Teoria da Relatividade, do gênio da ciência Albert Einstein, atrai pesquisadores e curiosos até hoje.

Na região do Cariri, mais destaques científicos: Geopark Araripe e Museu de Paleontologia. São mais de 750 peças de fósseis de animais e plantas que contam a vida pré-histórica da região — os itens fazem parte do período Cretáceo.

Turismo religioso

As cidades de Juazeiro do Norte, Canindé e Quixadá têm um atrativo turístico em comum: a fé. Esses municípios são os principais destinos dos romeiros e dos católicos que buscam alcançar graças. A história de Padre Cícero, por exemplo, move a economia de Juazeiro do Norte. A cidade tem um monumento em homenagem ao religioso de 27 metros de altura: a colina do Horto. A propósito, a visita é válida até para quem não é religioso: o lugar tem uma das vistas mais bonitas da região do Cariri.

Turismo artístico

Um dos maiores destaques na cultura cearense é o artesanato. As peças em renda, crochê, palha, madeira, bambu e tricô encantam os turistas. Cidades como Quixadá e Quixeramobim produzem até joias com pedras semipreciosas. Outro item que faz sucesso com os turistas são as garrafas de paisagens produzidas com areia colorida, vendidas principalmente em Beberibe, na Praia do Morro Branco.

5. Os encantos de Fortaleza

A capital do Ceará é parada obrigatória, pois trata-se de um dos destinos mais procurados do país, principalmente em feriados e na alta estação (julho, dezembro, janeiro e fevereiro). Além de belas praias, a cidade tem atrativos históricos, culturais, gastronômicos e muito entretenimento. O lugar é perfeito para quem gosta do calor e da brisa do mar sem perder a estrutura de uma cidade grande.

O período mínimo para conhecer a cidade é de 3 dias, mas para visitar os principais pontos turísticos e aproveitar a programação urbana, 5 dias é o ideal.

Pontos turísticos

O centro da cidade tem prédios emblemáticos, como o Theatro José de Alencar, o Cine São Luiz e a Catedral de Fortaleza. E quando sentir fome durante o passeio, não se preocupe, o lanche tradicional do bairro é o pastel com caldo de cana. Caso sinta calor, basta pedir uma água de coco fresquinha! Depois de alimentar-se e repor as energias, é hora de continuar o tour.

Do lado da Catedral está o Mercado Central, com várias lojas de artigos cearenses. É lá que você vai encontrar os melhores artesanatos e comidas típicas: castanhas, rapaduras e sucos naturais. Uma boa opção de compras para quem gosta de levar lembrancinhas dos locais que visita. Depois, você pode finalizar o passeio no Passeio Público, um espaço com ampla área verde e o famoso baobá, plantando em 1910 por Senador Pompeu.

Outro roteiro cultural imperdível é no bairro Praia de Iracema. O passeio começa pelo Dragão do Mar, um complexo com exposições, teatro, cinema, planetário, cafeterias e bares. Ao lado estão o Porto Iracema das Artes e a Caixa Cultural. Uma boa dica é consultar a programação desses espaços com antecedência, para aproveitar melhor a visita. No bairro Aldeota tem mais um lugar para o roteiro: o Museu da Fotografia.

Depois, conheça a bela arquitetura do Estoril e o acervo do Centro Cultural Belchior. E para terminar o dia da melhor forma: assista ao pôr do sol na Praia de Iracema. Os melhores locais para ver esse espetáculo da natureza são os espigões da Rua João Cordeiro e do Boteco, além da “Praia dos Crush” — título popular que descreve o cenário ideal para encontros e paqueras.

Entretenimento

As atrações em Fortaleza não têm fim, acontecem todos os dias. Confira as principais opções da semana.

  • Segunda-feira: o Piratas Bar organiza a “segunda-feira mais louca do mundo”, com samba, forró, apresentação de quadrilhas juninas e muita interação com o público;

  • Terça-feira: a atração principal é o restaurante Beira-Mar Grill, na Avenida Beira-Mar, onde acontecem os tradicionais shows de humor;

  • Quarta-feira: que tal fazer um tour pela boêmia Praia de Iracema ou jantar de frente para o mar?;

  • Quinta-feira: tradicional dia de caranguejada. De dia ou de noite, vale ir até à Praia do Futuro para apreciar esse prato típico, acompanhado de caldo e farofa. Se animar, estique até o Órbita Blue, um bar com música ao vivo à beira-mar;

  • Sexta-feira: para dar início ao final de semana, confira o espetáculo “Ceará Show”, na Praia de Iracema. O musical revela a cultura cearense com músicas, figurino, cenário e atuações impecáveis;

  • Sábado: dia perfeito para conhecer o Beach Park, o maior parque aquático da América do Sul;

  • Domingo: o dia do descanso combina muito bem com piquenique e trilha no Parque do Cocó ou almoço no Passeio Público, com a tradicional feijoada e chorinho;

E vale lembrar que, além das atrações fixas, a cidade recebe eventos, festivais, shows, feiras e encontros durante o ano todo. Programação é o que não vai faltar!

6. Litoral do Ceará

As praias cearenses são ideais para um mergulho refrescante, experimentar a culinária local e sentir a brisa no rosto nos passeios de buggy, além do espetacular pôr do sol junto ao mar. A prova disso é que boa parte do litoral do estado está incluído na lista das praias da rota das emoções. Para você conhecer melhor a região, criamos um miniguia das praias do Ceará, confira.

Praia do Futuro

Essa é a praia mais turística de Fortaleza e um excelente motivo para viajar para o Ceará. Ela tem várias barracas, com ótima infraestrutura para receber os turistas. Os lugares oferecem desde excelentes pratos, até massagem, piscina para as crianças, lojas e salão de beleza. A maioria funciona de dia, mas existem algumas que têm programação à noite, como a Órbita Blue e o Chico do Caranguejo.

Porto das Dunas

Essa é a praia do Beach Park, que fica no município de Aquiraz, região metropolitana de Fortaleza. Ela fica a 25 quilômetros de distância da região hoteleira da Praia de Iracema. Por ser mais afastada, não é tão lotada quanto a Praia do Futuro. A sombra dos coqueiros, a areia branquinha e o mar quentinho formam o combo para o descanso.

Para quem vai de veículo 4X4 há um atrativo a mais: o encontro do Rio Pacoti com o mar e a formação de bancos de areia. Vale a pena ficar até o pôr do sol.

Canoa Quebrada

Outro destino imperdível é a praia de Canoa Quebrada, localizada no município de Aracati, a 178 quilômetros de distância de Fortaleza. As falésias, dunas e lagoas fazem você sentir-se em um lugar único. E que tal descer de tirolesa de uma duna para outra passando por uma lagoa? Ou voar de parapente e ver do alto o desenho e as cores das falésias?

Para completar, faça um passeio pela Broadway, principal avenida do lugar, com vários bares e restaurantes, além de muita animação e música boa. E o melhor: o destino agora tem aeroporto próprio.

Cumbuco

A praia do Cumbuco é muito frequentada por praticantes de esportes náuticos, como o surf, o kitesurf e o windsurf. O colorido das pipas no mar forma um belo cartão-postal do lugar. As barracas à beira-mar são preparadas para oferecer culinária regional e internacional, pois o destino recebe muitos turistas estrangeiros.

Algumas barracas funcionam até o anoitecer, para que o público curta o sunset. E para os aventureiros, o destino conta com passeios de buggy pelas dunas, tirolesa e skibunda.

Icaraizinho de Amontada

Se você gosta de praias mais reservadas, com mais belezas naturais do que infraestrutura, esse é o destino. Um paraíso praticamente intocado, com poucas barracas mas um extenso litoral com muito vento, areia branquinha e dunas. O sol se põe do lado das usinas eólicas, formando uma bela paisagem. A cidade é pequena e charmosa, de estilo rústico e com visitantes de diferentes países.

Jericoacoara

Sem dúvidas, esse é um dos melhores pontos turísticos do Ceará. Fica a 291 quilômetros de Fortaleza e é acessível por via terrestre e via aérea, pelo Aeroporto Regional de Jericoacoara, no município de Cruz, a 33 quilômetros de distância da vila. Jeri tem um estilo de vida próprio, mais livre e comunitário. As ruas de areia e falta de iluminação pública deixam o lugar ainda mais especial e aconchegante.

Não é à toa que esse é um dos destinos preferidos de quem gosta de fazer mochilão. Apesar dos inúmeros hotéis de luxo em Jericoacoara, a vila também tem opções mais econômicas, como hostels e restaurantes com preços populares. E não pense em ficar pouco tempo, pois há muito o que fazer em Jericoacoara. Veja quais são os principais pontos turísticos e passeios do local:

  • Lagoa Azul;

  • Lagoa do Paraíso;

  • Praia do Preá;

  • Árvore da Preguiça;

  • Mangue seco;

  • Lagoa da Tatajuba;

  • Pedra Furada;

  • Praia da Malhada

  • Serrote

  • Duna do pôr do sol.

Esse é só um resumo sobre as melhores praias do Ceará. Mas o estado tem mais de 500 quilômetros de litoral para ser explorado. E esse é o motivo pelo qual os turistas sempre voltam à região.

7. Gastronomia

Os pratos regionais encantam qualquer turista: peixada, baião de dois, carne do sol e feijão verde. Praticamente todos os restaurantes oferecem essas opções, assim como a tradicional feijoada e moqueca. Mas se você gosta de comidas exóticas, vai adorar viajar para o Ceará e experimentar panelada, buchada e sarrabulho no Mercado São Sebastião. Eles dão energia para o dia todo! E para acompanhar, peça suco de cajá, cajuína ou refrigerante de caju — dificilmente você encontra essas opções em outras regiões do país.

Na lista de restaurantes da capital, inclua a “Culinária da Van”, que tem os melhores pratos típicos, e “O Mar Menino”, que mescla ingredientes locais com o melhor da comida contemporânea e sofisticada. Para apreciar frutos do mar, escolha o “Coco Bambu” e o “Mercado dos Peixes”. E para um lanche tradicional, a dica é o “Centro das Tapioqueiras”, que tem a aprovação de ninguém menos do que Xuxa Meneghel. Cuscuz com queijo coalho acompanhado de café também faz sucesso no lanche dos cearenses.

8. Roteiro perfeito

Já deu para perceber que você tem muitos motivos para viajar para o Ceará. O clima tropical e as belas paisagens do lugar são as principais motivações para escolher o destino. Mas como escolher o roteiro perfeito? Primeiro de tudo, você precisa saber a sua disponibilidade de tempo e depois listar os lugares que deseja conhecer.

Em seguida, consulte uma empresa de turismo e deixe o assunto para quem entende. As agências de viagens são especialistas em montar roteiros personalizados.

Gostou da ideia? Então entre em contato com nossos parceiros e programe a sua viagem para o Ceará!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This