O que você vai encontrar no tesouro nacional do Parque da Serra da Capivara (PI)? - Blog Rota das Emoções: O melhor sobre a Rota das Emoções
O que você vai encontrar no tesouro nacional do Parque da Serra da Capivara (PI)?

Se você planeja fazer uma viagem de aventura, pode esquecer aqueles destinos mais batidos ou com valores absurdos. Afinal, com toda essa imensidão de terras, entre montanhas e praias, o Brasil é privilegiado por ter alguns cantos praticamente intocados pela mão do homem. Um exemplo magnífico é o Parque da Serra da Capivara, no estado do Piauí. 

Pois é! Pode ser que ninguém fale muito dessa região — e que se mantenha preservada assim por muito tempo — porém, quem é apaixonado por natureza e roteiros diferenciados se prepare para conhecer um dos lugares mais incríveis do mundo. 

Está a fim de explorar um pouco mais e se encantar com toda a exuberância desse paraíso? Então, continue a leitura e se surpreenda. Vamos ? 

O que é o Parque da Serra da Capivara (PI)? 

Trata-se de uma enorme área de proteção ambiental, com cerca de 100 mil hectares e com uma fauna e flora específica da caatinga nordestina. Mas suas belezas vão ainda mais além. As formações geológicas, entre serras, rochas, vales e planícies, fazem da Serra da Capivara um verdadeiro tesouro natural e de muito orgulho para qualquer brasileiro. 

Em 1991, o Parque da Serra da Capivara (PI) ganhou também o reconhecimento da Unesco de Patrimônio Cultural da Humanidade. Entretanto, não pense que esse título se deu apenas pelos seus atrativos naturais.

Todo o valor histórico e cultural está — literalmente — registrado em suas formações rochosas e escondem um verdadeiro sítio arqueológico que expõe um pouco da pré-história brasileira, ou seja, um lugar único em um país gigantesco como o nosso! 

Como chegar no Parque da Serra da Capivara? 

A administração do parque fica localizada na cidade de São Raimundo Nonato, aproximadamente 400 Km de Petrolina e 510 Km da capital Teresina. O acesso pode ser feito por diversos transportes, seja por via terrestre ou por via área. Confira as dicas abaixo!

De carro 

De Teresina, basta pegar a BR 316 por cerca de 90 Km e sair na BR 343 até a cidade de Floriano. Dali, pegar a PI 140, sentido Raimundo Nonato. Todo esse trajeto é asfaltado e em boas condições de segurança para os motoristas. Além disso,  sinalização suficiente para que nenhum turista erre o caminho. 

 quem vem de Brasília de carro, o acesso se  pela BR 020 até a cidade de Luís Eduardo Magalhães, na Bahia e, de , segue para Barreira por meio da BR 242, até a saída para a BR 135, passando por Riachão das Neves-BA, Corrente-PI, Bom Jesus-PI e Eliseu Martins.

Depois disso, se chega na PI 248 e segue sentido Canto do Buriti (PI). Dessa cidade, é que se tem a ligação direta para Raimundo Nonato, por meio da PI 140. 

Para quem parte de Petrolina (PE), existem duas opções. A primeira é via Remanso, na Bahia. No entanto, alguns trechos são recomendáveis apenas com veículos 4×4, devido às condições da estrada. A segunda opção é pela BR 407, passando por Afrânio (PE).

Nesse caso, após passar o posto fiscal de Pipocas (PI), basta seguir sentido Queimada Nova, até chegar em São João do Piaui. Dali, deve-se pegar a BR 020 até São Raimundo Nonato ou, se preferir, acessar o parque também por Coronel José Dias. 

De avião 

Sim, é possível chegar no Parque da Serra da Capivara (PI) de avião. Tudo graças à construção, em 2015, do aeroporto da cidade de São Raimundo Nonato. Apesar da notícia, infelizmente, a frequência de voos é bem baixa e com aviões que partem, na maioria das vezes, de Teresina. 

Traslados e passeios 

Quem busca mais conforto e tranquilidade na hora de viajar, sem dúvidas, a melhor opção é contratar uma empresa que realize serviços de traslado ou mesmo que opere alguns passeios na região. Com certeza, todo o investimento é compensado pela economia de tempo e por aproveitar lugares que  se aproveita ao lado de um guia local. 

O que fazer no Parque da Serra da Capivara (PI)? 

Os atrativos do parque são muitos. Desde pinturas rupestres à paisagens inimagináveis de rochas e paredões de arenito. São diversos circuitos que podem ser feitos em torno de 6 dias. Uma excelente pedida para os amantes da natureza e do turismo de aventura. Veja como aproveitar a visita! 

Sítios arqueológicos e históricos 

O Parque da Serra da Capivara (PI) concentra, atualmente, o maior número de pinturas rupestres das Américas, com mais de mil sítios cadastrados, dos quais pelo menos 173 são abertos para visitação. Entre grutas e paredões, diversos registros gráficos e vestígios apontam para a existência de vidas pré-históricas no local, que até hoje são fontes de muitos estudos arqueológicos. 

Trekkings e pedaladas 

Quem gosta de suar a camisa, não pode deixar de aproveitar as infinitas trilhas que o parque oferece. Entre mirantes, cânions, grutas e paredões, é possível caminhar ou pedalar por diferentes caminhos, com vários níveis de moderação. Alguns exemplos de atrativos imperdíveis nessas modalidades são o Caldeirão do Rodrigues, a Trilha dos Veadinhos Azuis e a dos Maniçobeiros.  

É importante ressaltar que, quem pretende praticar o cicloturismo, precisa levar a própria bike,  que o parque ainda não disponibiliza aluguel. 

Pedra Furada 

Sem dúvidas, essa é a marca registrada do Parque da Serra da Capivara (PI). A gigantesca parede de arenito, com um enorme buraco no meio é um dos cenários mais encantadores do lugar. O melhor de tudo é que o atrativo pode ser observado de diversos ângulos, graças aos diferentes mirantes espalhados pela região. Pode preparar um cartão de memória extra para a máquina fotográfica! 

Enfim, essas são algumas das dicas imperdíveis do que o Parque da Serra da Capivara (PI) reserva aos seus visitantes. Pode ter certeza que tudo o que escrevemos aqui não representa nem metade do que o local oferece. Se você duvida, pode preparar a mala e tirar as conclusões por conta própria, afinal, não é à toa que o Piauí se torna cada vez mais um destino de aventureiros do Brasil inteiro! 

Curtiu? Ficou com vontade de explorar esse paraíso? Então, compartilhe agora mesmo esse artigo nas suas redes sociais e mostre para os amigos o que  de melhor no estado do Piauí. Quem sabe alguém não se anima de partir junto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This